Presentação


FUNDAÇÃO SINDIKA DOKOLO

A Fundação Sindika Dokolo desenvolveu nos últimos anos uma política cultural responsável e consciente conceptualizando e produzindo instrumentos e mecanismos culturais, económicos e políticos, para o desenvolvimento da arte contemporânea africana.

A criação da Sindika Dokolo Colecção Africana De Arte Contemporânea, a sustentação do movimento cultural em Luanda, a produção da Primeira Trienal De Luanda e a concepção e materialização do primeiro pavilhão africano na 52ª Bienal De Veneza, tornaram-­‐se factos culturais sem precedentes no contexto africano e mundial. Nesta perspectiva, revela-­‐se urgente a criação de um edifício com o propósito cultural multidisciplinar, para permitir a continuidade do movimento e das acções artísticas em Luanda e em angola, com o intuito de desenvolver uma estratégia com outras cidades e nações africanas e um network e parcerias com instituições internacionais.

Por considerarmos vital a reflexão, a historicidade e a cientificação da estética africana engajamo-­‐nos a participar na coesão dos parâmetros que definem a alma e a estética angolana e africana.

Fundação Sindika Dokolo, instituição de carácter técnico-­‐científico, cultural e social, sem fins lucrativos e de duração ilimitada, conforme a publicação no Diário Oficial Da República Iii Série, n.º 84, de 13 de JUL de 2007, págs. 2849 à 2853.

Presidente : Sindika Dokolo

Vice Presidente : Fernando Alvim

Diretora de Produção : Marita Silva

Diretora de Produção, Imagem : Cláudia Veiga

Relaçoes Inernacionais : Catherine Goffeau

Adido de Imprensa : Mário Silva

Assessor Jurídico : Joka Sumbula

Relaçoes Publicas : Américo Cristóvão

Logistica e Produção : João Silva

Logistica e Produção : Revelino Luís